13 anos!
Home
EXPERIÊNCIA DO RS EM SEGURANÇA PÚBLICA PODERÁ CONTRIBUIR NA INTERVENÇÃO FEDERAL NO RJ
Image
Ações como a Operação Pulso Firme, o SIM/RS e o pacote de projetos de lei aprovados pela AL foram detalhadas por Schirmer. - Foto: Rodrigo Ziebell/SSP

As ações desenvolvidas no Rio Grande do Sul podem colaborar com o trabalho desenvolvido pelo Gabinete de Intervenção Federal, que atua desde 16 de fevereiro no Rio de Janeiro. O secretário de Intervenção Federal, general Mauro Sinott Lopes, e integrantes da cúpula da Segurança Pública fluminense vieram a Porto Alegre para conhecer de perto as iniciativas colocadas em prática pelo governo do Estado.

A comitiva permanecerá no RS por dois dias. As agendas tiveram início nessa quinta-feira (10), com uma apresentação das principais medidas adotadas pelo secretário Cezar Schirmer no comando da Secretaria da Segurança Pública (SSP). Ações como a Operação Pulso Firme, o Sistema de Segurança Integrada com os Municípios (SIM/RS) e o pacote de projetos de lei proposto pelo governo estadual e aprovado pela Assembleia Legislativa foram detalhadas, através da exposição do planejamento e da análise dos resultados.
Schirmer abordou, também, os esforços no combate ao tráfico de drogas, aos crimes do campo, ao crime de lavagem de dinheiro e ao roubo de veículos. “Sabemos que o problema está longe de ser resolvido, mas temos convicção de que o trabalho realizado caminha na direção certa, focado na desarticulação de grupos criminosos e a sua asfixia financeira. Estamos dispostos e contribuir e abertos para compartilhar as experiências bem sucedidas do RS com todos aqueles que manifestarem interesse”, assegurou.

Esta não é a primeira viagem da comitiva do Gabinete de Intervenção Federal. Em abril, o grupo conheceu os principais projetos paulistas na área da Segurança Pública. Para o general Sinott, os modelos de sucesso existentes no Brasil devem ser compartilhados, de modo a contribuir com o trabalho que vem sendo executado no RJ. “Estamos aqui para observar as melhores práticas no tratamento de um problema que é comum. Identifiquei várias questões semelhantes e ações interessantes”, frisou.

Trabalho integrado e projetos de lei interessam
A integração em prol da Segurança Pública no RS chamou a atenção do Gabinete de Intervenção Federal. O general Sinott salientou a rápida adesão dos municípios aos SIM/RS e a mobilização da sociedade civil organizada. “Eu vejo que a SSP tem uma ação muito grande nos três níveis de governo e particularmente, com os municípios, onde se avançou muito no sentido de unir esforços. É bastante significativo como há essa participação, tanto do poder público quanto das comunidades”, observou.
Roberto Alzir Dias Chaves, subsecretário de assuntos estratégicos da Secretaria de Segurança do RJ (SESEG), enfatizou a relevância do pacote de medidas legislativas gaúcho, com destaque para a limitação de cedência de servidores a outros órgãos públicos e para as leis que promovem o retorno de policiais da reserva à ativa. “Temos muito interesse em conhecer o conjunto de atos normativos que visam a dar as polícias melhores condições de trabalho e, se for o caso, adaptar à nossa realidade”, afirmou.
Image
Após o encontro na SSP, a comitiva será recebida pelos gestores de todas as instituições vinculadas à secretaria, com o objetivo de conhecer de forma mais aprofundada o trabalho desenvolvido no Estado. Está prevista, também, uma visitação ao Complexo Penitenciário de Canoas.

Por Claiton Silva SSP/RS em 10/05/2018
Fotos - Rodrigo Ziebell - SSP/RS          
 
< Anterior   Seguinte >

© 2019

Direção Geral: Rua Voluntários da Pátria, 1358 - 3º andar - CEP 90230-010 - Porto Alegre/RS
Dep. Criminalística Tel.: (51)3223-6677 - Dep. Identificação Tel.: (51)3223-6122/2798
Dep Médico-Legal Tel.: (51)3288-2656/2650 - Laboratório de Perícias Tel.: (51)3288-2664